• A+
  • Aa

História

Divino de São Lourenço





A colonização de Divino teve inicio em 1902.

Seu povoamento se deu com portugueses, africanos, italianos, libaneses e turcos. Primeiramente, a localidade, ainda pertencente à Guaçuí, chamou-se Imbuí, que em tupi significa "rio das cobras".

As terras pertenciam a João Vicente Soares, que doou à igreja para formação da Vila de Imbuí.
Com Ibitirama, Ibatiba, Iúna e Irupi formavam as cinco localidades com I do caparão, fragmento que na língua indígena significa água, elemento farto na região.
Dizem que há uma lenda indígena sobre estas cinco cidades. Seu nome atual, dado na criação do Município, em 05 de junho de 1964, vem de Divino Espírito Santo, nome que consta na escritura das terras onde se formou o núcleo urbano, e de uma homenagem ao padroeiro da vila, São Lourenço.

A emancipação de Divino é comemorada em 05 de junho, mas a grande festa da Cidade acontece mesmo em torno do dia de São Lourenço, 10 de agosto. Isso é uma tendência.
Todas as festas mais populares são determinadas pelas datas dos santos de cada localidade. Conhecida na região como Cidade Natureza, Divino de São Lourenço/ES, está situado a 690 metros de altitude, e possui a maior reserva de Mata Atlântica dentre os municípios que formam a região do Caparaó.
é cercado por inúmeras cachoeiras de águas límpidas e cristalinas, dentre elas se destacam do Granito, Chachoeira Alta e das Andorinhas, localizadas à 11 km da sede, no Distrito de Patrimônio da Penha.

A 23 km do acesso ao Pico da Bandeira, situado em Pedra Menina, distrito de Dores do Rio Preto, uma cidade vizinha, que como Divino de São Lourenço, é hospitaleira, onde a simplicidade da população é que conquista os visitantes.

Divino de São Lourenço é pouco conhecida dos capixabas, e é a menor em população do Estado do Espírito Santo. é um lugar calmo, com muita natureza e ar puro. A cafeicultura e a pecuária de leite são à base da economia local.
Além dos atrativos naturais do entorno do Caparaó, a cidade apresenta também arquitetura e jeito de interior.


Geografia

Está situado a 690 metros de altitude, e tem a maior reserva de mata atlântica dentre os municípios que formam a região do Caparaó. É cercado por inúmeras cachoeiras de águas límpidas e cristalinas.


Economia
Tem, como atividade econômica principal, a agropecuária, baseada na exploração de leite e café. E está se iniciando a fruticultura no município.


Turismo

É conhecida na região como Cidade Natureza. No município, se localizam as maiores reservas de Mata Atlântica primária de toda a Serra do Caparaó, e várias cachoeiras de águas cristalinas, dentre elas a do Granito, a Cachoeira Alta e a das Andorinhas, localizadas a 11 km da sede, no distrito de Patrimônio da Penha. Localiza-se a 23 km do acesso ao Pico da Bandeira, situado em Pedra Menina, distrito de Dores do Rio Preto, uma cidade vizinha, que, como Divino de São Lourenço, é hospitaleira, com a simplicidade da população conquistando os visitantes. Divino de São Lourenço é pouco conhecida dos capixabas. É um lugar calmo, com muita natureza e ar puro.